Uretrite » Dr. Alexandre Lobel Uretrite » Dr. Alexandre Lobel
Dr. Alexandre Lobel
Dr. Alexandre Lobel

Uretrite

por Alexandre Lobel

A inflamação da uretra, canal que transporta a urina para fora do corpo, é chamada uretrite e pode afetar homens e mulheres de qualquer idade. O processo inflamatório ocorre quando a mucosa uretral é invadida por bactérias, inclusive as sexualmente transmissíveis, como Chlamydia trachomatis e Neisseria gonorrhoeae.

Apesar de ser facilmente tratada, a ausência de sintomas é bastante comum, o que dificulta o diagnóstico. O tratamento tardio pode levar a diversas complicações.

Saiba mais sobre a uretrite neste texto, que aborda as causas que provocam a inflamação, os sintomas que indicam a necessidade de procurar auxílio médico, diagnóstico e tratamento.

Quais são os sintomas de uretrite?

Embora seja assintomática na maioria dos casos, alguns sinais podem indicar a inflamação da uretra. Micção urgente e frequente normalmente ocorre em homens e mulheres, entretanto, nos homens há a possibilidade de sangue presente na urina. Outros sintomas também podem se manifestar em ambos os sexos. Os principais incluem:

Sintomas femininos

Sintomas masculinos

É importante procurar auxílio médico se houver a manifestação de qualquer sintoma, isoladamente ou em associação.

Quais são as causas de uretrite?

Mesmo que possa afetar pessoas de qualquer idade, a uretrite é mais comum nas que são sexualmente ativas. Os patógenos geralmente se espalham pelo canal uretral durante o sexo com parceiros infectados. Por isso, é registrada com mais frequência em pessoas que mantêm relação sexual desprotegida.

Os mais comumente associados à uretrite são as bactérias Neisseria gonorrhoeae, Chlamydia trachomatis e Mycoplasma genitalium, o parasita da tricomoníase (Trichomonas vaginalis) e os vírus do herpes simples do papilomavírus humano (HPV).

Nas mulheres, a uretrite pode resultar ainda de lesões e produtos químicos usados ​​na região pélvica, como espermicidas, geleias ou cremes anticoncepcionais. Nos homens, pode resultar de danos causados por atrito durante o contato sexual ou masturbação.

A uretrite é classificada como gonocócica, quando provocada pela Neisseria gonorrhoeae, e como não gonocócica, nos casos em que transmissão ocorre por clamídia, pelo parasita da tricomoníase, pelos vírus herpes simples e HPV ou por lesões.

Quais complicações a uretrite pode causar?

Raramente a uretrite pode provocar outras inflamações e, em alguns casos, comprometer a fertilidade. Quando isso acontece, entretanto, nas mulheres, tende a causar doença inflamatória pélvica (DIP), cistite (inflamação da mucosa da bexiga) e cervicite (infecção do colo uterino).

Já nos homens, orquite (inflamação nos testículos), prostatite (inflamação da próstata), epididimite (inflamação do epidídimo), além de cistite e estenose uretral (estreitamento de um segmento da uretra) estão entre os problemas que ela pode provocar.

A uretrite também pode resultar em problemas na gravidez ou no recém-nascido, principalmente a gonocócica. A bactéria Neisseria gonorrhoeae pode provocar abortos espontâneos, parto prematuro, baixo peso ao nascer, anomalias congênitas, pneumonia neonatal, além de natimortos.

A uretrite não gonocócica, por outro lado, é uma das causas de artrite reativa.

Como a uretrite é diagnosticada?

Os exames solicitados para diagnosticar a uretrite são o teste de urina, que possibilita a identificação do patógeno causador do problema, e a cistoscopia, um exame endoscópio que permite a análise dos segmentos uretrais e da bexiga.

Qualquer paciente com uretrite obrigatoriamente deve fazer o rastreio contra infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

Outros exames complementares podem ainda ser solicitados, como a ultrassonografia pélvica, o hemograma completo e o teste de proteína C reativa, uma proteína produzida no fígado cuja concentração sanguínea se eleva radicalmente quando um processo inflamatório ocorre no organismo.

Como a uretrite é tratada?

O objetivo do tratamento é curar e prevenir a propagação da infecção. Quando a uretrite resulta de ISTs, causadas por bactérias ou pelo protozoário da tricomoníase, são prescritos antibióticos de acordo com cada caso.

O parceiro também deve ser medicado e os exames devem ser repetidos após o ciclo de tratamento para confirmar a erradicação da infecção.

Não há tratamento específico para eliminar o vírus do HPV. Se houver formação de verrugas genitais, deve ser individualizado, dependendo da extensão, quantidade e localização das lesões. Pacientes com herpes simples podem ser tratados com medicamentos antivirais, que possibilitam a redução e inibem a recorrência.

Geralmente são indicados para aliviar a dor e o desconforto medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINE).

Se a uretrite for provocada por lesões ou pela utilização de produtos químicos, tende a desaparecer após a identificação e suspensão do que ocasionou o problema.

Para prevenir a inflamação da uretra, evite relações sexuais desprotegidas e exposição a espermicidas. Como recomendação geral, é sempre importante realizar atividades físicas diárias para preservar a saúde do corpo.

Gostou? Compartilhe essa página:

Deixe aqui o seu comentário: